IPF participa de articulação brasileira pela Economia de Francisco

Papa Francisco promoverá em Assis, Itália, de 26 a 28 de março de 2020, encontro mundial para repensar a economia global.

o

EconomiaFrancisco1

o



     Uma das iniciativas importantes nesta era de crises políticas, econômicas e ambientais é a convocação, pelo Papa, de uma reunião em Assisi, na Itália, nos dias 26 a 28 de março de 2020, para repensar o papel da economia no mundo. O nome adotado foi Economia de Francisco, honrando o santo, e apontando para uma visão mais generosa do mundo.


     Na carta divulgada em maio, o Papa Francisco lançou um pacto global de mudança do modelo de economia. O Pontífice convocou economistas, empreendedores e empreendedoras, jovens de até 35 anos, para participar do evento e pensar novas formas de economia. “Através de um ‘pacto’ comum, promoveremos um processo de mudança global que esteja em comunhão de intenções não só aos que têm o dom da fé, mas a todos os homens de boa vontade, para além das diferenças de crença e nacionalidade, unidos por um ideal de fraternidade e atentos, sobretudo, aos pobres e excluídos”, escreveu o Papa.


     Grupos de trabalho já se reúnem em vários países, inclusive no Brasil. A ABEF (Articulação Brasileira para a Economia de Francisco) que representa 35 entidades, com o Instituto Casa Comum (ICC) e a PUC-SP organizam nos dias 18 e 19 de novembro, em São Paulo, o Encontro Nacional para a Economia de Francisco. O objetivo é reunir intelectuais, estudantes e jovens, movimentos sociais e ativistas das várias experiências do Brasil em geração de renda e produção sustentável como alternativas à economia geradora de desigualdades e delapidadora da natureza. O Instituto Paulo Freire participa das atividades, que acontecem no Tucarena, PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo).

 


#InstitutoPauloFreire #EaDFreiriana #PauloFreire #PauloFreireSempre #PatronodaEducaçãoBrasileira