São Paulo celebra os 50 anos da "Pedagogia do Oprimido"

Homenagem ao educador Paulo Freire e à sua obra-prima, que chega ao seu cinquentenário atualíssima, acontece no dia 29 de agosto, na Câmara Municipal de São Paulo.

o

ped

0


     A obra-prima de Paulo Freire, escrita no exílio no Chile, em 1968, chega ao seu cinquentenário atualíssima. Ela teve e continua tendo um impacto mundial nos campos da educação, da política e da cultura. Pela enorme importância da obra freiriana, a Unesco considerou "Patrimônio Documental da Humanidade" o acervo de Paulo Freire e incluiu-o no programa "Memória do Mundo".

 

     Somada à celebração dos 50 anos da Pedagogia do oprimido, recentemente, em 29 de junho de 2018, Paulo Freire foi declarado "Patrono da Educação Paulistana". Os vereadores que elaboraram o PL que resultou nessa declaração, Toninho Véspoli e Antonio Donato, destacaram, no documento, as inúmeras contribuições de Paulo Freire como educador e pedagogo, considerado um dos intelectuais mais notáveis da pedagogia mundial.

 

     A melhor maneira de comemorar os 50 anos da Pedagogia do oprimido é utilizá-la como instrumento de luta nos dias que correm, quando uma onda neoconservadora ameaça o mundo.

 

     O mandato do vereador Donato, o Instituto Paulo Freire e a Escola do Parlamento convidam a para a homenagem a Paulo Freire no dia 29 de agosto, na Câmara Municipal de São Paulo.

 

Programação 

- 14h às 15h30 - Acolhimento Cultural - Paulo Roberto Padilha e Lutgardes Costa Freire - Auditório Freitas Nobre

 

- 15h30 às 17h30 - Círculos de Cultura - Paulo Freire na educação do município de São Paulo - Sonia Kruppa, João Wanderley Geraldi, Sonia Couto e Cileda dos Santos SantAnna Perrella

 

- 18h às 19h - Exposição Projeto Memória - Instituto Paulo Freire - Fundação Banco do Brasil

 

- 19h às 21h - Sessão Solene - 50 anos da Pedagogia do Oprimido - Antonio Donato, Humberto Dantas, José Eustáquio Romão, Ladislau Dowbor, Moacir Gadotti, Selma Rocha e Ana Maria Araújo Freire (Nita Freire)

 

- 21h - Lançamento do livro - Reinventando Freire: a práxis do Instituto Paulo Freire, Moacir Gadotti e Martin Carnoy, orgs.

 

     Inspirados em dois momentos importantes da história da educação - 50 anos da Pedagogia do oprimido e 100 anos da Reforma Universitária de Córdoba - este livro, Reinventando Freire, revisita Paulo Freire a partir da práxis de uma instituição criada por ele e que, há 27 anos, continua reinventando seu legado e reafirmando a atualidade do seu pensamento.

 

    Neste livro foram reunidos diferentes olhares que revelam a trajetória de uma instituição em permanente busca de uma práxis pedagógica emancipadora. O desejo de compartilhar a caminhada, apresentando experiências acumuladas ao longo desses anos, está acompanhado do desejo de ampliar a reflexão, de inspirar e ser inspirada por todos aqueles e aquelas que acreditam no papel da educação para a justiça social.

 

     Para adquirir o livro, acesse https://bit.ly/2Lu89cs e leve o exemplar no dia 29/08 para sessão de autógrafos.

 

 

Câmara Municipal de São Paulo

Viaduto Jacareí, nº 100 - República - São Paulo - SP.