Participantes do Virtual Educa Bahia 2018 lotam teatro para ouvir sobre o legado do educador Paulo Freire

Presidente de honra do Instituto Paulo Freire, Moacir Gadotti, falou, em especial, dos 50 anos do livro ‘Pedagogia do Oprimido’.

 

Gadottieduca

 


PUBLICADO NO JGB POR: REDAÇÃO 6 DE JUNHO DE 2018 - http://www.jornalgrandebahia.com.br/2018/06/participantes-do-virtual-educa-bahia-2018-lotam-teatro-do-iceia-para-ouvir-sobre-o-legado-do-educador-paulo-freire/

 

     O novo teatro do Centro Estadual de Educação Profissional, Formação e Eventos Isaías Alves (ICEIA) ficou lotado, nesta quarta-feira (06/06/2018), durante palestra do presidente de honra do Instituto Paulo Freire, Moacir Gadotti, que falou sobre o legado de Paulo Freire, em especial dos 50 anos do livro ‘Pedagogia do Oprimido’. A atividade faz parte da programação do XIX Encontro Internacional Virtual Educa – um dos maiores eventos mundiais sobre inovação e tecnologia aplicadas à Educação, que está acontecendo no CEIA, até esta sexta-feira (8).

 

     “O livro ‘Pedagogia do Oprimido’ é um marco na história mundial, protagonizado pelo maior educador do século XX e esse livro fantástico, profundo, que encanta e mobiliza, é um divisor de água entre uma pedagogia autoritária e uma pedagogia mais humanizada. A celebração dos 50 anos de lançamento está permitindo um ressurgimento dessa visão humanista de Paulo Freire de trabalhar com a liberdade do aluno, de incentivar o seu protagonismo”, afirmou Gadotti, ao falar sobre a apresentação no âmbito do Virtual Educa. “Estou encantado de estar aqui e ver esta efervescência política e pedagógica. A Bahia mostra o seu protagonismo na Educação com Walter Pinheiro à frente, que trouxe o Virtual Educa para o Estado”.


     O professor Gadotti também falou sobre os resultados da aplicação dos testes cognitivos da 10ª Etapa do Programa Todos pela Alfabetização (TOPA) que é aplicado pelo Instituto Paulo Freire. Na plateia, o operador de máquinas Francisco Bispo dos Santos, 56 anos, que acaba de concluir o curso no TOPA, assistia a tudo com satisfação. “Estou muito feliz de estar aqui. A experiência que tive com o TOPA foi uma oportunidade que Deus mandou e eu agarrei com vontade. Hoje, escrevo o meu nome, faço um bilhete, não erro mais o ônibus e dou conselho a todos em minha volta para fazer como eu”, diz. Ele fez parte de uma experiência exitosa promovida pelo TOPA, em um espaço da Escola Municipal Tenente Gustavo, na zona rural de Capelão, em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador, onde cerca de 40 pessoas entre 45 e 75 anos tiveram aulas do TOPA e desenvolveram uma horta orgânica em um espaço que estava ocioso na unidade escolar.

 

     Outra experiência exitosa do TOPA apresentada no Virtual Educa foi realizada em parceria com a Associação Artística Cultural Odeart, localizada no bairro do Cabula, em Salvador. O coordenador de arte e cultura da entidade, Adriano de Andrade, fala sobre o trabalho realizado na região, junto ao programa. “O TOPA foi importante para nos darmos conta do número expressivo que tínhamos de analfabetos no bairro. Foi um impacto grande perceber essa realidade e, graças ao nosso empenho, junto ao programa, formamos cinco turmas, com cerca de 60 alunos no total. O resultado foi visto na alegria dos alfabetizados que acabaram se mobilizando para multiplicar o trabalho na comunidade”.A atividade contou com a participação das Sambadeiras da Barragem de Santa Helena, da zona rural do município de Dias D´Ávila, se incumbiram da apresentação cultural.

 


Sobre o TOPA

     O Programa Todos pela Alfabetização (TOPA) é desenvolvido pelo Estado em parceria com o Governo Federal e com apoio dos municípios e entidades sociais e sindicais. Com o TOPA, 1,5 milhão de jovens acima de 15 anos, adultos e idosos, que não puderam efetuar os estudos na idade regular, foram alfabetizados na Bahia.

 


Virtual Educa

     O XIX Encontro Internacional Virtual Educa é um dos maiores eventos mundiais sobre inovação e tecnologia aplicadas à Educação e será realizado pela primeira vez na Bahia. A programação também envolverá atividades no Porto de Salvador, onde acontecerá o Fórum Global sobre Educação e Inovação: Cooperação Sul-Sul, com a participação de representações de países da América Latina, Caribe e África.