Acervo Paulo Freire recebe prêmio internacional

Reconhecimento do acervo é um momento histórico, principalmente no ano em que "Pedagogia do Oprimido" completa 50 anos.

o

 MaraCruz 220318 Registo Internacional do Programa Memória do Mundo 3
 Mara Cruz, representando o IPF, na cerimônia de entrega dos certificados de inscrição de acervos documentais brasileiros. 

o


    Três inscrições brasileiras foram aprovadas para integrar o Registo Internacional do Programa Memória do Mundo, da UNESCO: o Arquivo Pessoal da psiquiatra e humanista Dra. Nise da Silveira, a obra magistral do compositor Carlos Gomes e a Coleção Educador Paulo Freire e a Coleção Educador Paulo Freire.

 

    A cerimônia de entrega dos certificados de inscrição de acervos documentais brasileiros aconteceu na noite do último dia 22 de março, na sede do Arquivo Nacional, no Rio de Janeiro. O Instituto Paulo Freire foi representado pela parceira Mara Cruz, da Federação Única dos Petroleiro (FUP).

 

    O reconhecimento do acervo de Paulo Freire como patrimônio documental da humanidade é um momento histórico, principalmente no ano em que Pedagogia do Oprimido compelta 50 anos!

 

    Este Programa resgata a memória coletiva e documentada dos povos do mundo. É o legado do passado para a comunidade mundial presente e futura. O programa Memória do Mundo equivale ao prêmio de Patrimônio Histórico da Humanidade, só que para documentos.

 

 MaraCruz 220318 Registo Internacional do Programa Memória do Mundo 3   “Para mim, foi uma imensa honra representar o Instituto Paulo Freire num momento tão especial para todos nós, que trazemos o ideário do Patrono da Educação Brasileira em nossos corações e como referência para nossas lutas”, declarou Mara Cruz.

 

    E finalizou: “Neste momento tenebroso que vivemos em nosso país, tal reconhecimento nos anima e nos assegura que, independente de todas as mazelas que possamos enfrentar, Paulo Freire permanecerá eternizado através de sua primorosa contribuição aos povos de todo o planeta”.