TOPA comemora 10 anos com mais de 1,5 bilhões de pessoas beneficiadas

Sessão especial foi realizada na Assembleia Legislativa da Bahia. Representantes do Instituto Paulo Freire estiveram presentes.

o

 img5592

 


       Os 10 anos do programa Todos pela Alfabetização (TOPA), da Secretaria da Educação da Bahia, da qual o Instituto Paulo Freire é parceiro desde 2013, foram celebrados na sexta-feira, 4 de agosto, na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba).

 

       O programa, criado em 2007, já beneficiou mais de 1,5 milhões de pessoas em 417 municípios e contou com a parceria de 441 entidades, entre sindicatos, ONGs, associações de bairro e outras organizações, além da adesão de mais de 350 prefeituras. Atualmente o programa está na sua décima etapa.

 

       A solenidade, que foi proposta pela deputada Neusa Cadore, estiveram presentes os secretários da Educação, Walter Pinheiro, e de Desenvolvimento Econômico da Bahia, Jacques Wagner; a coordenadora de Projetos Especiais da Secretaria da Educação, Elenir Alves; os diretores do Instituto Paulo Freire, Angela Antunes e Paulo Roberto Padilha, e demais representantes de parceiros do programa.

 

       O Secretário de Desenvolvimento Econômico, Jacques Wagner, falou sobre os dez anos do TOPA. “Este momento em que o programa completa uma década de existência representa uma importante caminhada na busca pela dignidade e cidadania, porque era uma vergonha que a terra de Cosme de Farias, Castro Alves e Anísio Teixeira e tanta gente mais dedicada à Educação tivesse o maior número de analfabetos do Brasil. Então, não podíamos manter essa marca e lançamos o programa. Estamos aqui para celebrar algo que é fundamental na vida de qualquer pessoa, que é o acesso ao conhecimento. Hoje, comemoramos os mais de 1,5 milhões de alfabetizados, até 2016, e os 32 mil professores que, enfrentando todas as dificuldades inimagináveis, venceram o desafio proposto pelo TOPA, que considero muito emocionante porque estamos falando não de números, mais de vidas”.