Projeto Memórias do Patrono da Educação Brasileira chega ao fim

Contemplado na 3ª Edição do Prêmio de Modernização de Museus – Microprojetos, durante 12 meses, IPF promoveu melhorias no acervo digital de Paulo Freire.

o

Fevereiro 01

 

     O Acervo Educador Paulo Freire tem significação social e é bastante valorizado atualmente. Ao ser designado Patrono da Educação Brasileira, em 2012, Paulo Freire está cada vez mais presente nas disciplinas universitárias de diversas áreas do conhecimento e sua obra é cada vez mais pesquisada, provocando impacto afetivo-cognitivo em jovens estudantes, professores e pesquisadores em geral. Paulo Freire é referenciado tanto no âmbito acadêmico, quanto nas comunidades populares que veem nas suas ideias respostas para suas lutas em prol de um mundo melhor, mais justo e mais democrático, como gostava de dizer.

 

     Paulo Freire deixou uma enorme contribuição social e histórica que inspirou a criação de um conjunto de ações que mantém vivo o seu pensamento  até os dias atuais.

 

     Para valorizar e tornar público o acesso a grande parte dos materiais que compõem o Acervo Paulo Freire no Centro de Referência Paulo Freire, o Instituto Paulo Freire participou do edital da 3ª Edição do Prêmio de Modernização de Museus – Microprojetos e foi contemplado.

 

    Graças ao apoio do Instituto Brasileiro de Museus – IBRAM e do Ministério da Cultura – MINC, foi possível promover melhorias no repositório digital de Paulo Freire, inserindo diplomas, certificados e honrarias, anais, fotos, vídeos, manifestos, cartas de princípios, artigos) dos Encontros Internacionais do Fórum Paulo Freire  - realizados de 1998 a 2012 -, fotografias dos objetos, com as respectivas descrições, que pertenceram a Paulo Freire ou foram recebidos após a sua morte, implementar medidas preventivas visando à melhor conservação e acondicionamento de objetos e documentos originais de Paulo Freire, alé, de criar e disponibilizar o Acervo Moacir Gadotti, grande intelectual, pesquisador e companheiro de Paulo Freire nesta luta em favor da educação.

 

     Acesse e conheça os acervos: Paulo Freire (http://www.paulofreire.org) e Moacir Gadotti (http://www.gadotti.org.br).

O projeto memórias do Patrono da Educação Brasileira chega ao fim

 

 

O Acervo Educador Paulo Freire tem significação social e é bastante valorizado atualmente. Ao ser designado Patrono da Educação Brasileira, Freire está cada vez mais presente nas disciplinas universitárias de diversas áreas do conhecimento e sua obra é cada vez mais pesquisada, provocando impacto afetivo-cognitivo em jovens estudantes, professores e pesquisadores em geral. Paulo Freire é referenciado tanto no âmbito acadêmico, quanto nas comunidades populares que veem nas suas ideias respostas para suas lutas em prol de um mundo melhor, mais justo e mais democrático, como gostava de dizer.

Paulo Freire deixou uma enorme contribuição social e histórica que inspirou a criação de um conjunto de ações que mantém vivo o seu pensamento até os dias atuais.

Para valorizar e tornar público o acesso a grande parte dos materiais que compõem o Acervo Paulo Freire no Centro de Referência Paulo Freire, participamos do edital da 3ª Edição do Prêmio de Modernização de Museus – Microprojetos e fomos contemplados.

Graças ao apoio do Instituto Brasileiro de Museus – IBRAM e do Ministério da Cultura – MINC, conseguimos promover melhorias no repositório digital de Paulo Freire, inserindo diplomas, certificados e honrarias, anais, fotos, vídeos, manifestos, cartas de princípios, artigos) dos Encontros Internacionais do Fórum Paulo Freire realizados de 1998 a 2012, fotografias dos objetos, com as respectivas descrições, que pertenceram a Paulo Freire ou foram recebidos após a sua morte, implementar medidas preventivas visando à melhor conservação e acondicionamento de objetos e documentos originais de Paulo Freire, criar e disponibilizar o Acervo Moacir Gadotti, grande intelectual, pesquisador e companheiro de Paulo Freire nesta luta em favor da educação.